O filho pródigo – O filho mais velho

O filho pródigo – O filho mais velho

Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos; vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado. Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.Lucas 15:29-32

Desde que recebemos Jesus começamos a fazer boas obras “para Ele” e ao mesmo tempo começamos a comparar o que fazemos com as coisas que os outros fazem, quanto eles recebem e quanto nós recebemos. Isso é uma visão errada de Deus. Ele não nos dá algo para nos pagar de volta. Ele é um doador e Ele decide quanto.

 Às vezes nos sentimos como o filho mais velho. Eu estou sempre aqui, tenho trabalhado para você por tanto tempo, abri mão de tanta coisa para estar com você. O que você vai me dar? O que você tem pra mim? O filho mais velho nunca usufrui das benção que estão a sua disposição. Isso é parecido/semelhante com os fariseus e com sua religiosidade – religião de boas obras, pois esperavam receber as bênçãos de Deus e por sua obediência; merecer a vida eterna.

e Israel, que buscava a lei de justiça, não chegou a atingir essa lei.
Por quê? Porque não decorreu da fé, e sim como que das obras. Tropeçaram na pedra de tropeço, como está escrito: Eis que ponho em Sião uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, e aquele que nela crê não será confundido.Romanos 9:31-33

O pai responde: Você tem a minha presença.. eu estou sempre aqui. Não é o suficiente? Em que momento perdemos nossos corações e esquecemos de ter prazer em sua presença e procuramos sempre por presentes, recompensas e bênçãos? Deus não nos deve nada!

Temos que vigiar nossos corações e nos perguntar o POR QUÊ estamos aqui? Por quê fazemos o que fazemos?  Estamos tendo prazer em Sua presença? Ele é suficiente? Quando começamos a viver na presença dEle, começamos a viver pela fé. Assim como os céus são mais altos que a terra, os seus caminhos mais altos que os nossos e seus pensamentos mais altos que os nossos. Os pensamentos mais simples de Deus, ainda são mais altos que os nossos maiores planos e  acredito que isso signifique abrir mão do orgulho e se humilhar.

Permanecer em sua presença e viver pela fé pode ser assustador quando estamos acostumados a estar no controle. O mundo diz: Você tem que ser feliz o tempo todo, se alguém está sendo chato ou te irritando, se afaste. Você pode comer o que você quiser, assistir o que quiser e comprar o que você quiser. Então você começa a acreditar que está no controle e quando você vê Deus faz o inesperado; como receber um irmão perdido com alegria e festa. Certamente você irá se desapontar, porque na sua cabeça isso não é justo. Mas você não está no controle; apenas Deus está!

A amargura e ressentimento impediram o filho mais velho de perdoar seu irmão mais novo, deixando-o cego para os tesouros que ele podia aproveitar livremente através do relacionamento com o pai. E precisamos frisar, O relacionamento com Deus é baseado no seu tempo no secreto – Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.Mateus 6:6 – mas somente estar lá, frequentar esse lugar, não é o suficiente. Você precisa ter fome pela presença dEle, você precisa orar, jejuar e ler a palavra, porque não há outro jeito de estar em Sua presença e crescer em intimidade e fé se não cultivar esse lugar de secreto.

Ter um relacionamento com Deus não é só ir à igreja. Marta estava na mesma casa que Jesus mas ela estava trabalhando, ao invés de estar com ele e com Maria. Sempre teremos trabalho, contas, problemas e tantas outras coisas “importantes”, mas quando temos Jesus e Ele está aqui porque ele é o DEUS CONOSCO, devemos aproveitar, devemos ter prazer na Sua presença e desfrutar dela. E permitir que ele seja o senhor das nossas vidas.

Deixa eu te dizer uma coisa sobre a sua vida: DEUS PRECISA ESTAR NO CONTROLE, se Ele não estiver, você está vivendo errado. Existe uma alegria sobrenatural em confiar em Deus e provamos dessa alegria quando crescemos em intimidade. Ainda me assusto às vezes, com os Seus caminhos, mas eu me lembro do Seu perfeito amor. Deus está comigo nos alto e baixo da vida. Ele está aqui… Me lembro que mesmo que tudo pareça estar dando errado ao meu redor, Ele está aqui. Ele ainda é o mesmo. Ele é Deus comigo e sua recompensa para mim é Ele mesmo. Não as bençãos. E não temos motivos para nos preocuparmos quando estamos em Sua casa, em Sua presença. Mesmo em tempo de incerteza, confiamos em Deus.

Faça um comentário

Live Reply

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados